PM volta ao Campus da Unifesp

Estudante que dormia na sala do Centro Acadêmico é abordado pela PM durante a noite da última terça-feira. Por falta de moradia, estava pelo segundo dia consecutivo dormindo na sala quando a guarda terceirizada chamou a PM. Acompanhe a denúncia abaixo encaminhada pelo estudante às instâncias administrativas da Unifesp:

A denúncia que segue faz menção a agressão cometida por policiais militares acionados pelo setor de vigilantes e zeladoria do campus. Em virtude do estudante em questão estar alojado nas dependências do campus, no lugar reservado para os centros acadêmicos. O estudante em questão encontra-se em situação de desabrigo, pois o mesmo não recebe bolsa, e esta obrigado a passar as noites na rua, ou nas dependencias da UNIFESP.

O fato que desencadeou a agressão policial ocorreu do seguinte modo: por volta da meia noite, um dos vigilantes se recusou a diologar sobre situação de desabrigo em que o estudante em questão se encontra, e acionou policiais militares que utilizaram da truculência para expulsá-lo por meio de ameaças e perseguição em mão armada dentro do campus; levando em conta que o estudante não representa perigo nenhum a vida dos envolvidos, e o exagero da ação repressiva policial é algo que deveria ser repudiado, causando repúdio no meio estudantil, principalmente devido ao fato da universidade ser um lugar para contrução e manutenção do diálogo e do saber, e não da ignorância armada.

O estudante solicitou por meio da ouvidoria abertura de inquérito e punição aos envolvidos, desde a equipe de segurança, zeladoria, diretoria administrativa e policiais militares.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.