Contrato Unifesp-Torricelli: A verdade

Clique aqui e veja um trabalho realizado por um comissão de estudantes que foram até o campus de São José dos Campos para apurar o andamento das obras do prédio. Naquele campus, o projeto de prédio principal do campus é praticamente idêntico ao da EFLCH. No entanto, ao contrário do que está alegando a diretoria acadêmica de Guarulhos, em São José não foi necessário transferir as aulas de local para que as obras fossem realizadas.

Fato que coloca em suspeita ainda maior o acordo de R$15 milhões entre a Unifesp e o grupo Torricelli. Pois além de usar verba pública para favorecer particulares, o aluguel pode também ser uma manobra para tirar a EFLCH do Pimentas, desejo dos professores mais direitistas da instituição.

Link para o dossiê: http://unifesplivre.files.wordpress.com/2013/07/slides-transferc3aancia-do-campus.pdf

Fonte: Unifesp Livre

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.