Unidade Nacional contra a criminalização do Movimento Estudantil

* Moção aprovada pelo 53º Congresso da União Nacional de Estudantes (CONUNE)


“Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.

Como não sou judeu, não me incomodei.
No dia seguinte vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei.
No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.
Como não sou católico, não me incomodei.
No quarto dia, vieram e me levaram…
já não havia mais ninguém para reclamar.”
(Martin Niemöller, 1933)

A todos os estudantes, a todos os Centros e Diretórios Acadêmicos, a todos os DCEs, à UNE! 

Hoje, estudantes da USP, Unifesp, Unesp, UFMT, e de tantas outras, estão processados, acusados de coisas como formação de quadrilha, destruição do patrimônio público e outras acusações absurdas numa clara ofensiva de criminalização do Movimento Estudantil, além de inúmeros outros processos administrativos e perseguições no interior da universidades.

Os estudantes processados e perseguidos se manifestaram por diversas pautas. Independente da consideração que qualquer um faça sobre os encaminhamentos e os métodos que utilizaram, não podemos aceitar que as questões políticas sejam resolvidas pela polícia. Estes são métodos de regimes totalitários, inaceitáveis.

Lutar pelas reivindicações dos estudantes é legítimo e não pode ser crime! Lutar por Educação Pública e Gratuita para todos em todos os níveis é parte integrante da luta histórica dos estudantes. Nada tem a ver com formar uma quadrilha! Se nos calarmos diante disto, se nada fizermos, amanhã serão milhares de estudantes criminalizados e presos simplesmente porque tenham se manifestado de alguma forma por nossas reivindicações.

Não nos espantemos se no dia depois de amanhã, venham a criminalizar estudantes que simplesmente estejam à frente de uma entidade estudantil. Lembrem-se o que aconteceu no Congresso da UNE de 1968, em Ibiúna! Agora eles colocam a Polícia Militar dentro do maior campus da maior universidade do Brasil, a USP, algemam, prendem e processam estudantes em plena “democracia”, e nos calamos? Não!

É preciso construir a unidade dos milhões de estudantes Universitários e dos milhões de secundaristas. É preciso construir a unidade do Movimento Estudantil para organizar, preparar manifestações nacionais. Para isso, a UNE deve convocar uma grande Plenária Nacional contra a criminalização do Movimento Estudantil.

Primeiros Signatários:

Forum dos Processados da USP

Forum dos Processados da Unifesp

DCE da Univille

DCE da Fundação Osvaldo Cruz

DCE da UFMG

DCE da UFBA

Juventude Marxista

Levante Popular da Juventude

União Juventude Rebelião

Corrente Proletária Estudantil – POR

AJR – Juventude do PCO

Em DOCX: Texto_moção_processados

http://www.une.org.br/2013/06/53%C2%BA-conune-aprova-mocoes-sobre-medicos-estrangeiros-usp-e-ditadura/

Esse post foi publicado em Cartas. Bookmark o link permanente.