Bangladesh: A pior tragédia industrial desde Chernobyl

10 de Maio, 2013
A derrocada do edifício que albergava várias fábricas têxteis em Daca, no Bangladesh, fez mais de 1000 mortos. Poucos acidentes na história da indústria tiveram um número tão elevado de vítimas. E o último foi há 27 anos.

A derrocada do edifício que albergava várias fábricas têxteis em Daca, no Bangladesh, fez mais de 1000 mortos. Poucos acidentes na história da indústria tiveram um número tão elevado de vítimas. E o último foi há 27 anos.

26 de Abril de 1986: O colapso de um reactor da central nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, contaminou com radioactividade uma população inteira numa tragédia que durou décadas a sarar. O incêndio no momento do acidente matou logo dezenas de pessoas e a contaminação do ar, alimentos e água esteve na origem de milhares de mortes nos anos seguintes. Os dados da ONU falam entre 4 a 9 mil vítimas mortais.

3 de Dezembro de 1984: Uma fuga de gás metal isocianeto numa unidade fabril de pesticidas em Bhopal, na Índia, expôs 500 mil pessoas das populações envolventes a água e atmosfera contaminadas. Estima-se que 15 mil tenham morrido devido ao acidente, mas os activistas atribuem a esta tragédia muitos mais casos de cancro, deficiências à nascença e outras doenças.

26 de Abril de 1942: Explosão de gás e pó de carvão dentro de uma mina dirigida por japoneses, mas localizada em Benxi, na China, matou 1549 pessoas.

6 de Dezembro de 1917: Um navio carregado de explosivos incendiou-se devido a uma colisão no porto de Halifax, no Canadá. Morreram cerca de 2 mil pessoas.

10 de Março de 1906: Uma explosão numa mina em França matou 1099 trabalhadores.

Fonte: AP/SOL

Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.