Nota dos processados USP e UNIFESP lida no 1° de Maio da Praça da Sé

O ato do 1º de maio da Praça da Sé de 2013 repudia o expurgo político movido pelo Estado e suas reitorias contra os lutadores da USP, UNIFESP, UNILA, UFMT e das demais universidades que sofrem com a repressão policial e estatal. Trata-se de um ataque às bandeiras dos movimentos e aos seus métodos de luta (principalmente a ocupação). Os estudantes e trabalhadores processados se colocaram contra as políticas privatistas, elitistas e de destruição da universidade pública. Não são criminosos, portanto.

Pelo fim de todos os processos contra estudantes e trabalhadores dentro e fora das universidades!

Pelo direito de organização e manifestação políticas dos movimentos!

Viva o movimento estudantil e de trabalhadores combativo e os seus métodos de ação direta!

30 de abril de 2013.

Esse post foi publicado em Movimentos Sociais. Bookmark o link permanente.