Docentes da Ufopa aprovam indicativo de greve para 15 de abril

Os professores da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) aprovaram indicativo de greve a partir do dia 15 de abril em assembleia geral realizada nesta quinta-feira (4).

“O indicativo foi aprovado em decorrência da atitude arbitrária e ilegal do reitor pro tempore José Seixas Lourenço ao impor a portaria nº 384, que aumenta a carga horária do trabalho docente”, afirma a Diretoria do Sindicato dos Docentes da Ufopa (Sindufopa), Seção Sindical do ANDES-SN.

Além da precarização do trabalho docente, o presidente do Sindufopa, Luiz Fernando de França, cita vários problemas vividos pela comunidade acadêmica da Ufopa, entre eles, a ausência de democracia universitária, casos de nepotismo, desrespeito à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) – Lei nº 9394/96 – e falta de infraestrutura.

Uma nova assembleia será realizada na próxima quarta-feira (10), a fim de discutir a greve e a pauta local.

Condições de trabalho

França afirma que faltam salas de aula, laboratórios e sala de professores em alguns institutos. Segundo o presidente do Sindufopa, alguns estudantes têm aulas um prédio e construção, que abrigará o Instituto de Ciências da Educação, e outros em um hotel da cidade.

Fonte: ANDES-SN

Esse post foi publicado em Educação em luta. Bookmark o link permanente.